sexta-feira, 10 de setembro de 2010

"Dia a dia, lado a lado"


"Eu sonhei que estava exatamente aqui
Olhando pra você
Olhando pra você, exatamente aqui
Cê não sabe mas eu tava exatamente aqui
Olhando pra você
Cê não sabe mas eu tava exatamente aqui
Pronto para despertar
Perto mesmo de explodir
Parto para não voltar
Pranto para estancar
Luto para acordar
Tonto de tanto te ver
Perto mesmo de explodir
Prestes a saber porque
Porque o sol se vai
Porque o raio cai
Se a nuvem vem também
Por que você não vem?
Nada a ver ficar assim sonhando separado
Se no fundo a gente quer o dia a dia, lado a lado
Eu não vou deixar você com esse medo de se aproximar
Pra ter um fim toda história um dia tem que começar
É natural que seja assim, você aí e eu aqui, exatamente aqui"

Tulipa Ruiz e Marcelo Jeneci 
(clique para ouvir)

Um comentário: