terça-feira, 3 de agosto de 2010

Quando não se sabe o que fazer...

... quando não se tem muito o que dizer e o coração fica apertado demais, a gente arruma uma imagem bem bonita e fica olhando um tempão, enquanto a mesma música se repete umas vinte vezes até a memória guardar, pra conseguir cantar de cór depois...
hoje, fiquei meio sem saber o que fazer... aí separei uma imagem bem bonita, uma música que me faz querer respirar e segui em frente...
se tivesse organizado melhor meu tempo, podia até ter colhido um monte de estrelas com os olhos...
...outro dia, e foi sábado, acho que vi uma estrela cadente... mas ela passou tão depressa, que nem consegui pensar em um pedido...
... acho que não tenho um pedido pra fazer.
Mas... pensando bem, talvez devesse pedir um pouco mais de paz.
Não essa paz que todo mundo pede nos comerciais com as pombas brancas. Mas uma paz egoísta e que de tão minha, pode transbordar até atingir quem ficar por perto...
Ando precisando ser mais egoísta... mas enquanto não consigo, fico com a imagem que escolhi e a música que me traz paz...
porque eu sei que vai passar...


2 comentários:

Natália Oliveira disse...

Uma vez o João Gomes falou na minha sala que não temos que resolver todos os problemas e que não há problema algum em fugir dos problemas. hahaha uma vez um outro João, amigo nosso, me disse que o importante é manter o coração tranquilo. Tanto a música quanto a foto bonito, nos fazem sentir isso. Uma calmaria do coração e uma fuga das coisas que não vão bem. problemas sempre teremos, mas é uma escolha nos apegar a eles ou não. apesar de me fazer pirar esse monte de coisas eu achei esse texto bem leve. hahaha

bjo pequenina =)

nelio souto disse...

É, existem vários tipos de "pazes"...
e lendo esse texto, achei mais uma agora.

Beijo!