quinta-feira, 22 de julho de 2010

Escuta

Olha só...
O tempo vai passar, as coisas vão ficar mais claras e o coração mais tranquilo.
E a gente vai entender que às vezes é preciso manter os olhos bem atentos e o coração aberto pra receber os presentes de Deus.
Pois mesmo não seguindo uma religião, eu sei que Ele existe e está aqui agora, neste momento.
Ao meu lado, ao teu...
E eu vou olhar pra você e enfim poderei dizer das coisas que passaram sem sentir dor.
E você vai continuar acreditando no sol mesmo sabendo o quanto prefiro estrelas...
A gente não vai dizer adeus porque isso não existe.
A gente pode se esbarrar na próxima esquina, nessa ou em outra vida qualquer.
A gente vai entender das coisas feitas, das coisas prontas e vai reaprender o valor do combinado: de medir a força com nosso próprio coração e de construir os degraus com as próprias mãos.
E a gente vai se olhar, enfim, e perceber que aquilo que a gente tem de igual, nos aproximou e afastou em tempos diferentes.
E vai dizer que foi um prazer.
Vai dizer que espera rever em breve.
Vai perceber que o amor existiu o tempo todo, mas com intensidades diferentes, sempre sofrendo de desencontro.
E vai entender que essa é a vida e que essas são nossas escolhas.
Você vai pedir um chá gelado e eu vou preferir um chocolate quente.
E vai ver que não estou mais sozinha.
E a gente vai então compreender que amigos também se amam.
E vai sorrir e perder o medo de altura...
E você vai dizer que foi bom ter aprendido a ler Clarice e que Caio F. Abreu foi a melhor herança que te deixei...
Vai multiplicar a certeza de que está tudo bem pra dividí-la em partes iguais entre eu e você...
Vai levar embora sua parte...
Com o carinho de quem, enfim, descobriu um lugar na vida um do outro...

2 comentários:

Danielle Pinheiro disse...

A cada dia que passa consigo ler um texto mais bonito por aqui, este li várias vezes como se fosse uma oração que acalma o coração. Você é realmente demais Deborilda!
Bjuss

Nina Butterfly disse...

Adorei esse texto também. Parece que foi escrito prá mim, :)
Palavras perfeitas !