quinta-feira, 25 de março de 2010

Sobre ser feliz...

Se as cores dos dias faltarem, a gente cria os sorrisos maiores do mundo...
Vai se equilibrando nas correntes que cercam as praças.
Vai fazendo as claves voarem no céu.
Se torna malabarista da própria vida.
E sorri!
E faz o outro sorrir também.
Sai espalhando encanto pelos cantos.
Sai doando abraços sinceros pra quem lhes merecer.
Olha com aquele olhar perdido que sai lá do coração.
Enche de alegria a moça meio triste sentada na grama ao lado, que saiu de casa meio cedo só pra ver isso tudo acontecer.
E se der vontade de chorar?
A gente pega as tardes de outono e as transforma nas melhores manhãs.
E sai pra viver o dia inteiro como se sempre fosse cedo e nunca houvesse tarde demais.
E qualquer coisa, a gente inventa um monte de estrelas quando anoitecer.
E guarda tudo numa mala bem antiga assim que o sol acordar.
E vai vivendo aos poucos. Um dia de cada vez.
Como se todos os dias pudessem ser tão felizes! Quanto o tanto que a gente quiser...

[dedico este texto a alguém que fez meu dia sorrir!]

4 comentários:

João Killer disse...

"E vai vivendo aos poucos. Um dia de cada vez." Será meu lema... Quero isso pra minha vida, ser feliz o quanto puder e fazer as pessoas felizes. Bom te ler.

Ana Caroline disse...

Foi o Tom?

Marcos Medeiros Raimundo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
B. disse...

é a vida..é bonita e é bonita ;D