domingo, 3 de janeiro de 2010

A manhã...

Aí ela vestiu seu melhor sorriso e saiu por aí colorindo os dias de azul.
Estava sem graça demais pra estar feliz.
Mas o dia estava azul demais pra se ficar triste.
Aí se o sorriso pintou tudo de azul, ela resolveu ver o que iria acontecer se ela começasse a chorar.
E então cada lágrima virou um cristalzinho refletindo as cores do arco-íris.
Sim! Ela estava pronta pra viver, embora ainda tivesse medo do mundo.
Ela não voltou pra buscar as malas.
Vai esperar que ele resolva trazê-las...
Porque se ele não vier, ela não vai precisar mais de nada que está lá dentro.
Tudo que ela precisa está agora dentro dela e nas ruas azuis que ela pintou refletindo cristaizinhos multicor.
E mesmo cansada de sonhar tanto, vai continuar aqui...
Onde as manhãs deixarão de ser sempre uma rotina e as noites ainda continuarão refletindo o amor que ela ousa dizer que sentiu, sente ou ainda sentirá...

Um comentário:

Marcos Medeiros Raimundo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.