quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Nuvem...

... ontem foi um dia difícil.
A moça sempre acostumada a sorrir, não segurou e chorou.
Talvez por ter percebido que é gente como todo mundo, com suas fraquezas, indecisões e verdades.
Talvez por ter percebido que é diferente de todo mundo... com seus medos bobos, seus pressentimentos fortes, sua vontade de abraçar o mundo.
Sim... se ela pudesse tinha abraçado o mundo ontem... mas é pequena demais pra isso, então abraça o que pode e diz o que acha certo, mesmo sendo tomada pelo medo de errar.
Aí tinha nuvem no céu... choveu, como tem chovido todos os dias.

E ela nunca mais vai se esquecer das coisas que disse, nem muito menos das que ouviu.
Se pudesse sumir tinha sumido. Mas preferiu ficar e encarar. Já fugiu demais, de muita coisa, pra evitar a dor...

Pede desculpa se magoou alguém mas continua achando que é melhor magoar que mentir.
Porque mentira também magoa... só que magoa mais.
e ela não sabe o que sentir, nem sabe mais o que fazer...
carrega um coração triste e a vontade de torná-lo egoísta, frio, pequeno... 
pra não caber mais nada, nenhuma gota sequer.
Mas como dizem, deve passar... e pena ou não, ela não consegue ser essa pessoa ruim.
Só que as vezes, o peso do ano vem todo em uma semana só.
E novembro fica parecendo outubro: cheio de revelações e incertezas.

E não há de ser nada...
A chuva continua chovendo, o vento continua soprando, algumas pessoas continuam vivendo e outras continuam morrendo, os dias continuam nascendo, o tempo continua passando...

Ela continua respirando, continua enxergando cores, continua sentindo frio, calor, dor de cabeça, saudade, água, molhado, tristeza, alegria, amor...
Tanto sofrimento pra quê ela não sabe... vai ver é porque doer sempre dói e administrar a dor as vezes é complicado...
As vezes ela se acha pequena demais pra esse mundo tão grande...

5 comentários:

ana sandim disse...

é o segundo texto do dia. que se refere a algo frio. pessoas frias. ( senti ate medo).

mas entendi..o textos nas suas particularidades.

as coisas passam.. e não discordo de nada que vc disse.
triste porem expressivo .. bjos cuide-se

João Killer disse...

Ou sentimentos grandes demais pra um mundo muito pequeno!

B. disse...

Ou sentimentos grandes demais pra um mundo muito pequeno! (2)


o mundo é pequeno, as pessoas que são grandes demais e se perdem dentro de si as vezes ;*

Tati disse...

O Drummond disse: Tenho duas mãos e carrego o sentimento do mundo.

De qualquer forma, melhor seguir o conselho do Vinicius:
Tristeza
Por favor vai embora
A minha alma que chora
Está vendo o meu fim

Fez do meu coração
A sua moradia
Já é demais o meu penar

Quero voltar àquela
Vida de alegria
Quero de novo cantar


Um beijo meu
AH! Quando precisar de um abraço...

B. disse...

só para comentar que essa música aqui em cima é a MAIS pura verdade.