segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Metade...


"- Ela está apaixonada!

- Mas eu nem mesmo a conheço.
- Oh sim, você a conhece sim.
- E desde quando?.
- Desde sempre Nino, desde sempre...
Nos seus sonhos.... "

('O Fabuloso Destino de Amélie Poulain')


...meu dia hoje amanhceu de metades.

metade estranho, metade normal.
metade triste, metade feliz.
metade cheio, metade vazio.
metade desespero, metade espera.
metade riso, metade choro.
metade sonho, metade dor.
metade ferida, metade cicatriz.
metade saudade, metade companhia.
metade silêncio, metade música.
metade você, metade meio-dia.
metade medo, metade certeza.
metade escolha, metade indecisão.
metade arco-íris, metade branco e preto.
metade ausência, metade solidão.
metade pé no chão, metade sonho.
metade mentira, metade realidade.
metade uma agonia, metade uma calma paz.
metade de escolha certa, metade de dúvida entre o melhor caminho.
metade de amor que é tanto, metade de falta que sinto...

...hoje está tudo pela metade.
Não gosto de dias assim... dá-me insegurança demais, o tempo não passa, dia vira quase sem fim...
Espero. Que tudo passe logo e que esse peso das coisas incertas não caminhe junto comigo por muito tempo.





3 comentários:

João Killer disse...

Ótima parte do filme. Esse filme é perfeito. Às vezes é questão de percepção das coisas pra perceber que a metade já virou algo inteiro. Mas se ainda não virou, é porque deve viver aos poucos até virar algo completo e se nunca virar é porque a vida está balanceando o que é de melhor pra você!

Natália Oliveira disse...

Amelie Poulain é demais, vivo escrevendo sobre ele em meu blog. Também tenho dia de metades é realmente ruim. Tenho vivido de metades. Adorei o texto. Um abraço moça.

Débora disse...

acho que as metades querem mostrar que sempre falta alguma coisa. E nos últimos dias, tem faltado muito...